quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

LUA PERVERSA III

LUA PERVERSA III é a última parte de um projeto experimental de humor negro sobre lobisomens – e agora também sobre zumbis – protagonizada pelos lendários Petter Baiestorf e Coffin Souza, ícones do cinema underground brasileiro, e que conta no seu elenco também com a participação de outros nomes consagrados em meio às produções independentes nacionais, como Elio Copini e Gisele Ferran. Igualmente merecedora de destaque é a participação de Jorge Timm – reconhecido pelos admiradores do seu trabalho como um dos mais carismáticos atores do cinema marginal tupiniquim das duas últimas décadas – uma vez que este foi o último filme do qual ele participou antes de morrer, em meados de 2012. 

Seguindo a mesma linha dos curtas-metragens anteriores (e também da web série) LUA PERVERSA III busca narrar uma história calcada em elementos do folclore regional sulista através de uma linguagem alternativa que visa reproduzir determinados elementos estéticos dos antigos filmes mudos da década de 1920, prestando uma singela e bem-humorada homenagem aos clássicos do passado. 

Sinopse: Depois de se defrontar com a ameaça dos lobisomens, Jones (Petter Baiestorf) vê a sua pequena e remota comunidade rural ser súbita e inexplicavelmente invadida por uma horda de mortos-vivos. A situação sai definitivamente de controle com a chegada de uma bela forasteira (Gisele Ferran) que desperta o interesse de Jones e o ciúme de Jeremias (Jorge Timm), o coronel da região. 

Lua Perversa III, Santa Catarina, 2013, 19 min 
Produção, roteiro e direção: André Bozzetto Jr
Elenco: Petter Baiestorf, Gisele Ferran, Jorge Timm, Coffin Souza, Elio Copini, Alan Cassol, Rafael Picolotto, Juliana Seffrin, Priscila Alba, Felipe Zanchet, Douglas Zanchet e Rogério Bado.
Música-tema: "A morte é apenas o começo" (Sertão Sangrento)
 

2 comentários:

  1. Espetacular!
    Meus parabéns, Grande André Bozzetto Jr.!
    Como assíduo leitor do Boca do Inferno, não poderia nunca deixar de acompanhar seu blog. Também sou um grande fã de horror e tenho um carinho especial por licantropos.
    Jarbas é excepcional! :)
    Agora estou na batalha para publicar meu livro de terror, chamado "Licantropos: a Matilha". Logicamente, o meu livro não chega aos pés dos seus, mas espero colaborar, de alguma forma, com a literatura fantástica brasileira.
    Grande abraço!

    ResponderExcluir